A vida prossegue após o luto. A Perda de um Filho.

“A PERDA DE UM FILHO. A vida prossegue após o luto.
Psicólogo diz que viver a tristeza é saudável, mas só por um determinado período.

(…)Famosos ou anônimos, pais que veem a ordem natural das coisas ser subvertida precisam saber trabalhar o luto para prosseguir com a vida de maneira saudável.
Segundo o psicólogo Othon Vieira Neto, além do sentimento de perda da pessoa amada, é muito comum surgir culpa em casos como esses.
– A função dos pais é proteger os filhos, não importa a idade deles. Então, quando um filho morre, vem a sensação de falha. Fica a impressão de que poderia ter sido feito muito mais – explica o psicólogo, professor universitário especialista em luto e trauma e presidente do Instituto Karunã de Assistência Psicológica em Emergências.
Os sentimentos de negação (não aceitar o ocorrido) e fracasso também são recorrentes, já que os pais sempre esperam que os filhos os superem, ou seja, que sejam mais bem sucedidos e felizes.
– Com a morte, esse projeto também acaba. Por isso, muitos pais dizem “Eu preferia ter ido no lugar dele”, por conta de todas as expectativas que existem em cima dos filhos – diz.

Ler mais

Falecimento – Momento difícil. Por que, Para que

Tanto o “por que”?, quanto o “para que”?

São perguntas que procuram sempre a causa de passarmos por uma situação ruim na vida. Nós queremos sempre uma boa razão para o mal, uma boa razão para o sofrimento.
Nunca nos perguntamos sobre o bem que nos sobrevém.
Para o bem basta o fato. Mas o mal sempre precisa de uma explicação.

Como Publicar Missas, Avisos Fúnebres e Religiosos em O Globo

Ler mais